8 de jan de 2013

Notas de corte do Sisu já estão disponíveis para consulta

Quase 810.000 candidatos já se cadastraram no programa. Inscrições seguem até sexta-feira; confira o passo a passo

Os candidatos inscritos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já podem consultar, na página do programa, as notas de corte para os 3.751 cursos oferecidos no primeiro semestre de 2013. Ao todo, foram disponibilizadas 129.279 vagas em 101 insituições de ensino superior. No momento do cadastro, cada candidato pode optar por até dois cursos. Até o término das inscrições – na sexta-feira – os interessados têm a possibilidade de alterar suas escolhas caso considerem que têm mais chances de serem aprovados em outra carreira.
Segundo balanço do Ministério da Educação (MEC), até as 20h de segunda-feira, o sistema já havia registrado quase 810.000 inscritos. O número supera o contabilizado no primeiro dia de inscrições de 2012, quando cerca de 798.000 pessoas se cadastraram no processo seletivo. 


Este ano ano, o site do Sisu repetiu a falha verificada em 2011 e, mais uma vez, vazou dados de candidatos. Estudantes que acessaram o site logo após a abertura das inscrições, nos primeiros minutos de segunda-feira, conseguiram visualizar informações pessoais de concorrentes, como nome, telefone e endereço de e-mail, além da nota obtida por eles no Exame Nacional do ensino Médio (Enem). O MEC alega que apenas cinco estudantes, dos cerca de 4,2 milhões que realizaram o Enem 2012, tiveram os dados acessados por terceiros. O problema já foi solucionado. 

Seleção - Para concorrer às vagas, os candidatos devem, obrigatoriamente, ter realizado o Enem e não podem ter obtido nota zero na redação. A primeira chamada do Sisu será publicada no dia 14 de janeiro, e os selecionados deverão efetuar a matrícula nos dias 18, 21 e 22 do mesmo mês. No dia 28, será divulgada a segunda chamada, com matrículas nos dias 1º, 4 e 5 de fevereiro.


Quem ficar de fora das duas listagens poderá se inscrever na lista de espera entre os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro. O estudante só poderá manifestar interesse na lista de espera para o curso correspondente à primeira opção; não poderá participar da lista de espera o candidato que tenha sido convocado para o curso de primeira opção em qualquer uma das chamadas regulares.



Reserva de vagas - nova lei das cotas, sancionada pela presidente Dilma Rousseff em agosto, já será observada para a seleção do Sisu. Pela norma, todas as universidades federais devem reservar 12,5% de suas vagas para alunos da rede pública em 2013. Dentro de quatro anos, esse percentual chegará a 50%. Quem quiser concorrer a uma das vagas para cotistas deverá informar sua opção no ato da inscrição. Além de ter cursado o ensino médio integralmente em escola pública, os beneficiados pela lei devem ainda atender a critérios étnicos e de renda. 

Confira o passo a passo da inscrição no Sisu:
1. Calendário de inscrição

As inscrições para o Sisu do primeiro semestre de 2013 começam no dia 7 de janeiro e se estendem até o dia 11. Os interessados têm, portanto, cinco dias para efetuar a inscrição. A orientação é não deixar para a última hora, pois como os procedimentos são todos on-line – sobrecargas podem ocorrer nos instantes finais, o que pode deixar o sistema lento. Quem não tem acesso à internet em casa, pode procurar uma das instituições de ensino que aderiram ao Sisu. Elas são obrigadas a disponibilizar computadores aos candidatos.

2. Senha para inscrição

Para iniciar a inscrição no Sisu, o candidato deve fornecer seu número de inscrição no Enem 2012, assim como a senha cadastrada. Caso não se recorde da sequência, é preciso recuperá-la no site do exame.

3. Vagas oferecidas; Primeira e segunda opção

Uma vez no sistema do Sisu, o candidato deve escolher a que vaga deseja concorrer. É preciso especificar a instituição, o campus, o curso, a modalidade (licenciatura ou bacharelado) e o turno de preferência. Cada candidato pode indicar até duas opções: durante os cinco dias de inscrição, é possível alterar a escolha.

4. Nota de corte dos cursos

Uma vez ao dia, o MEC disponibiliza para consulta a nota de corte de cada curso, ou seja, a pontuação mínima necessária para ingresso na carreira. As informações mudam com rapidez, uma vez que a nota de corte é determinada pelo número de inscritos, que cresce minuto a minuto.

5. Peso atribuído pelas instituições às provas do Enem

É importante lembrar também que o peso atribuído a cada uma das cinco provas do Enem pode variar de acordo com o curso e a instituição de ensino escolhida pelo candidato. Por exemplo: um curso de medicina de determina universidade pode atribuir um peso maior à prova de ciências da natureza do que o de outra instituição. Quando o candidato se inscreve para um determinado curso, o sistema recalcula automaticamente a nota, levando em conta as especificações da instituição. Além disso, alguns cursos exigem nota mínima para ingresso.

6. Cotas*

De acordo com a lei sancionada em agosto, universidades e institutos federais devem reservar 12,5% de suas vagas para alunos oriundos da rede pública em 2013. Por isso, nos cursos oferecidos por essas instituições, haverá duas modalidades de concorrência: a ampla e a para cotistas. O candidato deverá, no momento da inscrição, optar por uma delas, de acordo com seu perfil. Dessa forma, o estudante terá como concorrentes apenas os candidatos que tenham feito essa mesma opção, e o sistema selecionará, dentre eles, os que possuírem as melhores notas no Enem.



7. Divulgação de aprovados e matrículas

A primeira lista de aprovados no Sisu será divulgada no dia 14 de janeiro. Os selecionados deverão comparecer à instituição de ensino para efetuar matricula nos dias 18, 21 e 22 do mesmo mês. Uma segunda listagem está prevista para o dia 28, com matrículas entre 1º, 4 e 5 de fevereiro.

8. Documentos para matrícula

Os estudantes aprovados devem verificar na instituição de ensino para a qual foram selecionados os documentos necessários para efetuar a matrícula. As exigências podem variar de acordo com a universidade e o curso. Os aprovados pelo sistema de cotas terão de comprovar a veracidade das informações fornecidas no ato da matrícula.

9. Aprovação para primeira opção

O candidato aprovado para vaga correspondente a sua primeira opção de curso não poderá ser convocado em outra chamada, tenha ele efetuado ou não matrícula na instituição para a qual foi selecionado.

10. Aprovação para segunda opção

O candidato aprovado para vaga correspondente a sua segunda opção poderá ser convocado em outra chamada para uma vaga relativa à primeira opção: a realização da matrícula nesta implicará no cancelamento automático daquela.

11. Listas de espera

Quem ficar de fora das duas listas de aprovados poderá se inscrever na lista de espera entre os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro. O estudante só poderá manifestar interesse na lista de espera para o curso correspondente à primeira opção. Não poderá participar da lista de espera o candidato que tenha sido convocado para o curso de primeira opção em qualquer uma das chamadas regulares.

-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_-

*Confira como será aplicada a nova lei das cotas:

Sancionada em agosto, a nova lei das cotas estabelece que 50% das vagas das universidades federais sejam destinadas a estudantes de escolas públicas. A mesma reserva deve ser feita pelos institutos federais de educação, ciência e tecnologia (Ifes). As instituições têm quatro ano para se adequar à nova regra, que já vale neste ano, quando serão reservadas no mínimo 12,5% das vagas para cotistas.
O preenchimento das vagas por alunos da rede pública deverá obedecer ainda a outros dois critérios: o de renda e o étnico. Metade das vagas reservadas aos cotistas será preenchida por jovens com renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Isso significa que, quando as cotas estiverem plenamente adotadas, 25% das vagas de determinado curso serão preenchidas por candidatos de baixa renda (que sejam, é claro, provenientes da rede pública de ensino).
Pelo segundo critério, candidatos autodeclarados negros, pardos e indígenas terão garantidas – dentre todas as vagas destinadas a cotistas – um número de assentos proporcional à participação dessas populações em cada estado brasileiro. Para determinar esse percentual, serão observados dados demográficos do IBGE. 



_________. Notas de corte do Sisu já estão disponíveis para consulta. VEJA. Acesso em: 08/01/2013. Disponível em: http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/notas-de-corte-do-sisu-ja-estao-disponiveis-para-consulta. 

0 comentários:

.