4 de ago de 2011

44% dos estudantes das federais são das classes C, D e E, diz pesquisa

Metade dos alunos estudou exclusivamente em escola pública.
Mulheres são maioria nas universidades federais.


Pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) mostra que 44% dos estudantes matriculados nas universidades federais brasileiras pertencem às classes C, D e E. O maior percentual fica nas regiões Norte (69%) e Nordeste (52%). A amostra selecionada se baseou em estudantes matriculados nos cursos presenciais de graduação no segundo semestre de 2009.

 O levantamento aponta que metade dos estudantes estudou exclusivamente em escola pública (44,8%) ou cursou a maior parte do ensino médio na escola pública (5,6%). No total, 42,36% dos estudantes fizeram todo o ensino médio em escola particular e 7,24% fez a maior parte em escola particular.

Os estudantes da classe A somam 15% do universo total, com maior concentração na região Centro-Oeste (22%). Em contrapartida, a região Norte tem apenas 6,3% de estudantes da classe A.

A pesquisa mostra que acima de questões como o mercado de trabalho, os estudantes são levados a concorrer a uma vaga nas federais principalmente pela gratuidade e qualidade do ensino, associadas às aptidões e realização pessoal, bem como a obtenção de um diploma de nível superior.


Para a Andifes, o resultado do estudo, que teve como base 22 mil alunos de cursos presenciais, desmistifica a ideia de que a maioria dos estudantes das federais é de famílias ricas. Os dados mostram, entretanto, que o percentual de alunos das classes mais baixas permaneceu estável em relação a outras pesquisas feitas pela entidade em 1997 e 2003.

Segundo o presidente da Andifes, João Luiz Martins, as políticas afirmativas e a expansão das vagas nas federais mudaram consideravelmente o perfil do estudante. A associação avalia que se não houvesse as políticas afirmativas, o atendimento aos alunos de baixa renda nessas instituições teria diminuído no período.

Martins destaca que se forem considerados os estudantes com renda familiar até cinco salários mínimos (R$ 2.550), o percentual nesse grupo chega a 67%. Esse é o público que deveria ser atendido – em menor ou maior grau – por políticas de assistência estudantil. A entidade defende um aumento dos recursos para garantir a permanência do aluno de baixa renda na universidade. “Em uma família com renda até cinco salários mínimos, com três ou quatro dependentes, a fixação do estudante  na universidade é um problema sério”, diz Martins, que é reitor da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

O estudo identifica que 2,5% dos alunos moram em residência estudantil. Cerca de 15% são beneficiários de programas que custeiam total ou parcialmente a alimentação e um em cada dez recebe bolsa de permanência.


Distribuição percentual dos estudantes das Universidades Federais 
por classes econômicas

Região




Classe A



Classe B



Classes C, D e E
BRASIL
15,26%
41,07%
43,67%
Nordeste
12,15%
35,83%
52,02%
Norte
6,32%
24,62%
69,07%
Sudeste
18,34%
47,24%
34,42%
Sul
16,78%
49,38%
33,84%
Centro-Oeste
22,06%
42,01%
35,92%
Fonte: Andifes


Outros dados

O levantamento apontou, ainda, que as mulheres são maioria nas universidades federais (53%), bem como os estudantes de cor branca (54%).

A grande maioria dos estudantes não tem filhos (90,8%). As regiões Norte e Centro-Oeste são as que apresentam o maior percentual de estudantes com filhos (16,8% e 13,07%, respectivamente).

Do universo dos estudantes, 37,6% trabalham. O destaque é para a Região Sul, onde quase a metade (46,3%) dos estudantes trabalha.


_________. 44% dos estudantes das federais são das classes C, D e E, diz pesquisa. O GLOBO. Disponível em: http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2011/08/44-dos-estudantes-das-federais-sao-das-classes-c-d-e-e-diz-pesquisa.html. Acesso em: 04/08/2011.


CIEGLINSKI, Amanda. Mais de 40% dos alunos das universidades federais são das classes C, D e E. UOL. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/08/03/mais-de-40-dos-alunos-das-universidades-federais-sao-das-classes-c-d-e-e.jhtm. Acesso em: 04/08/2011

0 comentários:

.