23 de ago de 2013

Organização de horários de estudo para começar o segundo semestre com o pé direito





Aquecimento na volta às aulas
Para Alberto Francisco do Nascimento, coordenador do cursinho Anglo, é preciso "treinar" para se adaptar à rotina de novo. “Eu comparo as voltas às aulas a um time de futebol ou basquete que fica parado por um tempo e depois volta ao campeonato. É preciso muito treino e aquecimento para retomar o ritmo”, revela .
Aproveite o tempo em casa para estudar o que você viu na escola ou no cursinho. “Se você vai pra casa e não estuda, o conhecimento não é fixado e você vai esquecer tudo depois de um mês”, conta Alberto.
Atenção para a organização
O treino, claro, deve ser feito de forma regular. E, para isso, é preciso disciplina e organização que, segundo os coordenadores de cursinho entrevistados pelo GUIA, são ingredientes essenciais para passar no vestibular. A tarefa é difícil, mas não impossível (afinal, as vagas nas universidades são ocupadas todos os anos por alguém. Quem sabe esse ano não é sua vez? :D).
Tome cuidado para não deixar nada atrasar: matéria dada é matéria estuda. “Não dá mais tempo de recuperar tudo que o estudante perder a partir desse momento”, explica Augusta Aparecida Barbosa, coordenadora do Cursinho do XI, de São Paulo.
Mas, existe alguma receita para ser organizado? Infelizmente não. Os coordenadores explicam que depende de cada estudante estabelecer uma rotina para sentar e rever o conteúdo visto em sala de aula. Como sugestão, o GUIA preparou tabelas especiais para te ajudar a pensar nos seus horários, confira!
ROTINA 1: Este ano o seu objetivo maior é passar no vestibular e você não medirá esforços para alcançar o seu objetivo. Para tanto, resolveu fazer cursinho o ano todo, certo? Para garantir o sucesso nos estudos, procure manter uma rotina de segunda a sexta-feira. Os sábados também devem ser de estudos, mas o melhor é aproveitar o dia para fazer a revisão da matéria da semana. O domingo é de descanso, mas lembre-se de dormir cedo, para manter a concentração nas aulas.
rotina-estudo-apenas-cursinho.jpg

ROTINA 2Mesmo não tendo acabado os estudos da escola você já pensa em entrar em uma faculdade, certo? Por isso, além das aulas de manhã, resolveu fazer cursinho à tarde? Neste caso, a sua rotina será bem intensa. Durante a semana, estude as matérias que teve na escola, afinal, não adianta passar no vestibular e repetir o ano, certo? Deixe o estudo das matérias do cursinho para os finais de semana.


ROTINA 3: O ano é de vestibular, mas você não pode parar de trabalhar? Não tem problema, procure fazer cursinho a noite e deixe para estudar nos intervalos e, principalmente, durante os finais de semana. Mas, atenção, é preciso ter bastante disciplina. Acorde cedo no sábado e no domingo e tente rever toda a matéria que teve nas aulas. Procure dormir cedo nos finais de semana para garantir o descanso e a concentração.


ROTINA 4: Sua vontade é passar no vestibular, mas faltou grana para pagar um cursinho e você terá que estudar em casa. Não se preocupe que com bastante determinação e disciplina seu objetivo será alcançado. Procure manter uma rotina de estudos de segunda a sábado. O domingo você pode aproveitar para descansar, mas não esqueça de dormir cedo, para manter a concentração. 





Não guarde as dúvidas só para você! 
Adquira o hábito de tirar dúvidas. O dia da prova está chegando e, se você é daqueles que deixa para estudar na última hora, cuidado! As dúvidas vão se acumular e você ficará sem tempo para perguntar aos seus professores ou aos seus colegas.
“Agora que está chegando mais próximo do período dos vestibulares, o estudante precisa se preocupar em sanar as dúvidas mais importantes”, afirma Augusta. Uma das formas de identificar essas questões é fazendo simulados e verificando quais são os assuntos que você ainda tem dificuldade. Augusta explica: “É pra isso que serve o simulado. Além de representar a situação de prova, é também para medir o conhecimento”.
Pratique sua leitura
Dedique mais momentos do seu dia à leitura. Mesmo não gostando, ler é importante para melhorar seu desempenho nas provas, principalmente em redação. “Em ano de vestibular, o aluno perde o direito de dizer que não gosta de ler. Tem gente que me olha feio quando falo isso, mas no fim do ano se transforma em um leitor em potencial e isso é o que vale para mim”, conta.
O coordenador Alberto também reforça a importância da leitura: “Quando a gente quer passar no vestibular, é igual remédio, não é gostoso, mas cura”, brinca.
DICA: Comece por coisas básicas, até rótulo de embalagem vale! Com o tempo você verá que seu desempenho nos simulados e vestibulares será melhor. ”Vestibulando precisa ler, principalmente quem vai prestar o Enem. Os alunos dizem ‘ah, a prova é muito cansativa, tem muito texto para ler’. Por que você acha que reclamam tanto? Porque não estão acostumados a ler”, argumenta a coordenadora Augusta.
O QUE PRECISA LER: Além da leitura dos livros recomendados pelos vestibulares, os especialistas indicam ler jornais e revistas. Esse tipo de leitura ajuda em duas questões: a capacidade de interpretação de texto e a interação nas atualidades.

VELLEI, Carolina. Veja dicas para começar o segundo semestre com o pé direito. Guia do Estudante. Disponível em: http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibular-enem/veja-dicas-comecar-semestre-pe-direito-749010.shtml. Acesso em: 23/08/2013. 

0 comentários:

.