23 de mai de 2012

Enem terá duas edições em 2013, afirma Dilma

 Na semana passada, Haddad descartou fazer duas edições em 2012.
Segundo ela, exame deve 'melhorar ainda mais' para que isso aconteça.

A presidente Dilma Rousseff e o ministro Fernando
Haddad na solenidade que marcou a concessão
de 1 milhão de bolsas pelo Prouni (Foto: Roberto
Stuckert / Presidência)
A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta segunda-feira (23) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá duas edições em 2013. Ela defendeu o exame, mas disse que pode “melhorar ainda mais”. O Ministério da Educação iria fazer duas edições do Enem já em 2012, mas na última sexta-feira (20) cancelou a edição de abril. O exame será aplicado apenas em novembro este ano.


Após cerimônia que comemorou a marca de um milhão de bolsas de estudo concedidas pelo ProUni (Programa Universidade para Todos), a presidente foi questionada por jornalistas se, no ano que vem, o Enem terá duas edições. Ela respondeu: “Tem de lutar por isso. Nós melhoramos, vamos melhorar ainda mais e vamos ter depois, no ano que vem, duas edições, isso em concordância com o ministro, até por sugestão do ministro”.

Dilma defendeu também melhorias no ProUni. Ela chamou o sistema tradicional do vestibular de “antigo e antiquado”. “O Prouni também teve de ter suas adaptações, suas melhorias. É assim que se faz programa de governo, é com muita humildade. [...] Nós somos humanos. Quando tem erro, a gente tende a aprimorar. Ninguém está dizendo que nada é perfeito”.

Dilma também elogiou durante seu discurso a ampliação do Enem e mencionou a 'determinação' de Haddad sobre o exame. "Já adianto meus agradecimentos dizendo que essa visão do ministro Fernando Haddad foi muito importante para o nosso projeto que começa do governo Lula e tem continuidade no nosso governo", completou. 

Haddad

Pouco antes, o ministro da Educação, Fernando Haddad, também defendeu a aplicação do exame ao dizer que "guardadas as devidas proporções, [o Prouni] era que nem o Enem hoje: apanha todo santo dia".

Ao lado da presidente Dilma e com vários ministros na plateia, Haddad participou da cerimônia - a última na condição de ministro. Nesta terça (24), toma posse na pasta Aloizio Mercadante, atual ministro da Ciência e Tecnologia. Fernando Haddad deixa o governo para disputar a Prefeitura de São Paulo, como candidato do PT, na eleição municipal deste ano.

Enem de abril foi cancelado


O MEC, na tarde desta sexta-feira (20), cancelar a edição do Enem que seria realizada em abril deste ano. Uma portaria de 18 de maio de 2011 havia anunciado que, a partir de 2012, o Enem seria realizado duas vezes por ano. A mesma portaria havia fixado a data da primeira edição do exame para os dias 28 e 29 de abril, e afirmado que a data da segunda edição só seria divulgada posteriormente. Em nota, o ministério agora afirma que, neste ano, a única edição do Enem acontecerá nos dias 3 e 4 de novembro. As duas edições seriam independentes uma da outra.


Na quinta-feira (19), Haddad já sinalizava a ideia de cancelar a primeira edição do exame deste ano. Em entrevista após participação no programa de rádio "Bom Dia, Ministro", produzido pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), o ministro afirmou: "O coroamento do Enem passa por duas edições por ano, mas não podemos colocar a máquina em fadiga, sobretudo com essas novas exigências que estão sendo feitas pelo Ministério Público".


O Enem apresentou problemas nas três últimas edições do exame, desde quando passou a ser usado como forma de acesso às instituições públicas de ensino superior - em 2009, houve furto de provas da gráfica; em 2010, problemas com a impressão dos cadernos de provas; e, em 2011, vazamento de questões em uma apostila distribuída a estudantes de um colégio em Fortaleza.

MENDES, Priscila. Enem terá duas edições em 2013, afirma Dilma . Portal G1. Disponível em:   http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2012/01/enem-tera-duas-edicoes-em-2013-afirma-dilma.html. Acesso em: 23/05/2012

0 comentários:

.