15 de out de 2011

Professores desvendam as habilidades e competências cobradas no Enem 2011 e apontam os principais temas que devem cair


O discurso de que o Enem cobra mais habilidades e competências do que o puro conteúdo das disciplinas é muito bonito na teoria. Mas, na prática, os vestibulandos querem mesmo é saber o que vai cair na prova. Por isso, com a ajuda de professores das quatro áreas de conhecimento cobradas (Ciências da Natureza, Matemática, Ciências Humanas e Linguagens), desvendamos a matriz de referências do exame. Confira as dicas e as principais apostas deles em português, geografia, história, química, física, biologia e matemática, lembrando que se trata de uma prova interdisciplinar. Depois, é só se concentrar nos estudos desses temas recorrentes. Boa sorte!

A rotina em forma de questões

Assuntos rotineiros na vida de boa parte da população serão os principais temas de questões da próxima avaliação de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Esta é a aposta do professor de biologia Manuel Gomes, diretor de ensino do GPI:

- Pode ser perguntado qual é melhor conduta para se evitar a contaminação pela dengue, um assunto que aparece quase todos os dias nos jornais - sugere Gomes.

Preocupação com a leitura é a principal orientação do professor. Ele garante que boa parte das respostas estará nos enunciados da própria prova.

- Geralmente, é apresentado um problema e pedida uma solução para ele - afirma.

Gomes também cita temas interdisciplinares, como poluição ambiental, água e fenômenos elétricos, que poderiam ser avaliados pela ótica da química, da física ou da biologia.

Posicionamento crítico sobre assuntos diversos

O candidato deve não apenas estar inteirado da informação em si, mas também ter um posicionamento crítico em relação a ela, além da noção dos diferentes lados da discussão. Essa é a principal orientação do professor de história João Aprígio, coordenador de vestibular do colégio Franco-Brasileiro, sobre a prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Aprígio cita o exemplo da polêmica relacionada à construção da Usina de Belo Monte, no Pará:

- Neste caso, há argumentos contra a usina, como o seu impacto ambiental e sobre os moradores do entorno; por outro lado, há a necessidade de levar a eletricidade a regiões mais distantes no país - comenta ele, que ainda cita o debate sobre a transposição do Rio São Francisco.

O professor também aposta em temas que fazem aniversário neste período: os dez anos dos atentados terroristas da Al Qaeda contra os Estados Unidos e os 50 anos da construção do Muro de Berlim.

- A Era Vargas é um tópico recorrente. E o Enem ainda pode fazer um paralelo com a época atual e os casos de denúncias de corrupção, como também ocorreu naquele período histórico - acrescenta.

Estar inteirado de assuntos gerais e ler, pelo menos, um periódico por semana, de preferência os dominicais, é outra recomendação do professor.

Intertextualidade entre textos e imagens

Função emotiva, denotativa, apelativa, fática, metalinguística ou poética: as já conhecidas funções da linguagem certamente estarão presentes na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, na opinião do professor Rafael Cunha, coordenador de língua portuguesa e redação do curso Pensi. No entanto, Cunha acredita que elas serão apresentadas em diferentes linguagens:

- O Enem cobra a interpretação não só de textos, mas de tiras, charges, quadrinhos, fotografias e pinturas - explica.

Cunha ainda aposta em questões de intertextualidade entre textos e até figuras.

- A pintura Guernica, de Pablo Picasso, faz referência à Guerra Civil Espanhola. Então esse quadro poderia estar associado a um artigo do mesmo momento histórico. O Enem pediria que aluno reconhecesse que existe um diálogo entre o texto e a pintura. O mesmo poderia ocorrer com a "Canção do exílio", de Gonçalves Dias, que virou paródia na época do Modernismo - exemplifica o professor.

Cultura geral é uma "premissa básica" para se dar bem no teste do Enem, segundo Cunha. Portanto, a leitura de jornais e revistas também é bem-vinda. 


Interpretação de gráficos e tabelas

Seja em formato de pizzas ou barras, os gráficos certamente estarão presentes na próxima prova do Enem, garante o professor Salvador da Silva Bruno, coordenador de matemática da Escola Dínamis.

- Os gráficos geralmente são tirados de institutos ou jornais, por isso são bem atuais, e o aluno terá que mostrar a capacidade de fazer a leitura deles. Em geral, a resposta para a questão está no próprio gráfico - afirma Salvador, que ainda dá exemplos. - Poderiam cair gráficos com a amostragem percentual da área desmatada da Amazônia ou os índices de desigualdade social.

Razão e proporção, geometria espacial, média aritmética, probabilidade e análise combinatória também devem aparecer nas questões.

- Em análise combinatória, é provável cair uma placa de carro, que é composta por três letras e quatro números. O candidato vai ter que calcular o número de possibilidades de emplacamentos - aposta.

MILHORANCE, Flávia. Professores desvendam as habilidades e competências cobradas no Enem 2011 e apontam os principais temas que devem cair. EXTRA. Disponível em:  http://oglobo.globo.com/educacao/vestibular/mat/2011/09/22/professores-desvendam-as-habilidades-competencias-cobradas-no-enem-2011-apontam-os-principais-temas-que-devem-cair-925418594.asp. Acesso em: 15/10/2011.

0 comentários:

.